top of page

Um panorama atualizado do setor agro no Brasil

Um panorama atualizado do setor agro no Brasil

O agronegócio se destaca como um dos pilares da economia brasileira, respondendo por cerca de 30% do PIB nacional e gerando milhões de empregos. A safra de grãos 2023/24 do Brasil deve ser recorde, com estimativas que ultrapassam 330 milhões de toneladas. Esse resultado positivo é impulsionado por fatores como o aumento da área plantada, adoção de novas tecnologias e as condições climáticas favoráveis.


As exportações de produtos agrícolas brasileiros bateram recordes em 2023, alcançando um valor superior a US$ 150 bilhões. Os principais produtos exportados foram soja, carne bovina, frango e milho.


O agronegócio brasileiro tem se beneficiado com a crescente aplicação de novas tecnologias, como a agricultura de precisão, a biotecnologia e a inteligência artificial. Essas tecnologias contribuem para o aumento da produtividade, a eficiência e a sustentabilidade da produção agrícola.


Desafios do agro


As mudanças climáticas representam um grande desafio para o agronegócio, com a intensificação de eventos extremos como secas, inundações e geadas. Esses eventos podem afetar a produção agrícola e levar a perdas de safra.


Por isso, a produção precisa ser cada vez mais sustentável para minimizar os impactos ambientais, como o desmatamento, a erosão do solo e a poluição da água.


A segurança alimentar também é um desafio global, e o agronegócio tem um papel fundamental para garantir o acesso da população a alimentos de qualidade e a preços acessíveis.


Tendências


A agricultura digital integra tecnologias como a internet, o big data e a inteligência artificial, e é uma das principais tendências para o futuro do agronegócio. Essa tecnologia permite uma gestão mais eficiente da produção agrícola, com a tomada de decisões mais precisas e baseadas em dados.


A biotecnologia continuará a desempenhar um papel importante no desenvolvimento de novas variedades de plantas mais resistentes a pragas e doenças, mais tolerantes a estresses abióticos e com maior produtividade.


Contudo, a produção de alimentos em áreas urbanas ou periurbanas, contribui para a segurança alimentar, a redução do desperdício de alimentos e a criação de novos empregos.

Comments


bottom of page