top of page
  • Revista Bmais

A ciência por trás da vacina contra a dengue

A ciência por trás da vacina contra a dengue

A vacina contra a dengue, QDENGA®, é um marco na história da saúde pública. Desenvolvida pelo laboratório Takeda, ela é a primeira e única tetravalente contra a doença, oferecendo proteção contra todos os quatro sorotipos do vírus da dengue. Sua criação foi um processo meticuloso, envolvendo anos de pesquisa e inovação científica.


A QDENGA® utiliza uma tecnologia inovadora nomeada vírus vivo atenuado. Nela, cepas do vírus da dengue são cuidadosamente modificadas em laboratório, tornando-as incapazes de causar a doença em humanos. Quando administrada, estimula o sistema imunológico a produzir anticorpos contra os quatro sorotipos, conferindo proteção duradoura.


Eficácia e segurança


A eficácia da vacina foi comprovada em diversos estudos clínicos rigorosos. Em um estudo realizado no Brasil, a vacina demonstrou uma eficácia de 61,2% na prevenção de casos graves de dengue e 84,1% na prevenção de hospitalizações por dengue. A segurança também foi amplamente avaliada, com efeitos colaterais geralmente leves e transitórios.


A vacinação contra a dengue representa um importante investimento na saúde pública. Ao reduzir o número de casos da doença, a vacina contribui para a diminuição da carga sobre os sistemas de saúde, liberando recursos para o tratamento de outras doenças. Além disso, pode levar à redução de mortes por dengue, especialmente em grupos de alto risco, como crianças e idosos.


Protegendo-se da dengue


Para indivíduos, a vacinação contra a dengue oferece diversos benefícios. Ela pode prevenir a doença, evitando os sintomas debilitantes e o sofrimento que ela causa. Além disso, a vacina pode proteger contra o risco de desenvolver dengue hemorrágica e choque da dengue, complicações graves que podem levar à morte.


Recomendações e contraindicações


A vacina contra a dengue é recomendada para pessoas entre 4 e 60 anos de idade que residem ou viajam para áreas com risco de transmissão da doença. No entanto, existem algumas contraindicações importantes para a vacina, como gravidez, amamentação e histórico de reações alérgicas graves a componentes da vacina. É fundamental consultar um médico ou profissional de saúde qualificado para avaliar a necessidade e a segurança da vacinação em cada caso individual.

Posts recentes

Ver tudo

Centro de internação Leblon em Anápolis GO

O Centro de Internação Leblon, localizado na cidade de Anápolis, Goiás, se destaca como referência em atendimento médico e hospitalar de qualidade, oferecendo à comunidade um serviço completo e humani

Comments


bottom of page